critica serie o justiceiro netflix

Sem Spoiler | A série do Justiceiro conseguiu superar Demolidor?

É chegada a última série prevista dessa união entre as gigantes Netflix e Marvel! O Justiceiro estreou sexta-feira passada (17) com treze episódios violentos, sangrentos e para ninguém colocar defeito. Depois de terminar a primeira temporada, você vai querer doar sangue para a Netflix produzir novos episódios, sério, é tanto tiro, porrada e bomba que a gente fica sem fôlego assistindo.

Frank Castle (Jon Bernthal) foi apresentado na segunda temporada do Demolidor. Se você não assistiu, não se preocupe, mas se você assistir O Justiceiro e gostar, recomendo fortemente que também conheça a história de Matt Murdock (Charlie Cox), o primeiro herói que a Netflix decidiu adaptar nessa leva de séries originais em parceria com a Marvel.

vale a pena assistir o justiceiro?
Foto: Divulgação/IMDb

Finalmente temos uma série igualada ao sucesso da primeira temporada de Demolidor, dentre tantos heróis apresentados, incluindo Os Defensores, o time que uniu ambos, o Demônio de Hell’s Kitchen agora tem um adversário a altura. Não digo isso em comparação de habilidades corporais, mas em termos de bom enredo, bons personagens, boa trilha sonora, bons efeitos. Até agora, apesar das outras séries também serem boas, nenhuma era comparada ao Demolidor.

Depois de perder injustiçadamente a família, Frank Castle segue em vingança para honrar a morte de sua esposa e dois filhos. Aparentemente o “serviço” tinha terminado. Mas novos nomes são descobertos e novos culpados precisam de seu veredito final.

A jornalista Karen Page (Deborah Ann Woll) tem a química perfeita com Frank, mas ainda é cedo para um envolvimento romântico em sua história. Muitas pontas ainda estão soltas e seu luto é uma dor predominante, dia após dia, a culpa continua pesando dentro do ex-fuzileiro que necessita mais do que nunca por fim em sua vingança.

critica serie o justiceiro netflix
Foto: Divulgação/IMDb

Os personagens que foram apresentados em sua história são todos bem trabalhados, a sintonia entre o elenco ajuda bastante também. É uma série onde os coadjuvantes ganharam forte peso, todos eles. Incluindo David Lieberman (Ebon Moss-Bachrach), que acaba sendo o ponto de sensatez, o parceiro, que o Justiceiro precisava para encontrar os últimos culpados do crime que tirou sua família.

Outro arco bem trabalhado fora com o veterano do exército dos Estados Unidos que sofre de PTSD (Transtorno de estresse pós-traumático), deixando seus tormentos subirem a cabeça e causando terror entre inocentes civis. Todos os demônios e traumas que Frank Castle carrega são refletidos em Lewis (Daniel Webber). Um contraste de histórias e reações a elas que poderiam ter seguido caminhos iguais.

O trabalho de Jonh Bernthal nessa atuação está incrível, é aquele famoso momento quando encontramos um ator que parece ter nascido especialmente para o personagem. Apesar de ter sido sucesso em The Walking Dead, vivendo Shane e deixando fãs com ódio, é como Justiceiro que sua carreira finalmente ganhará destaque. Podem anotar aí.

A nova série original Netflix está disponível e digna de maratona para os fãs de ação. Assista ao trailer:

Todas as fotos estão sob licença do site IMDb*

 

Bio Tati

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s